• EXPOSIÇÕES
  • De 13 a 17 de Março das 18h às 22h

    silêncio – colosso – silêncio | Semana de silêncio na exposição Mil Órbitas

     

    Semana de silêncio na exposição Mil Órbitas
    Visitável de 13 a 17 de Março das 18h às 22h
    Récita Domingo, 17 de Março às 18h30

     

    A partir da próxima segunda-feira, 11 de Março, António Poppe inicia uma semana de retiro na Galeria Zé dos Bois, na qual, durante o horário de abertura da exposição Mil Órbitas, será possível ao público observar as práticas de meditação do artista e, se assim o desejarem, juntarem-se a ele. Nas suas palavras:

    Este retiro chamado silêncio colosso silêncio consiste na minha estadia em silêncio e a meditar durante sete dias na Galeria Zé dos Bois. Não é uma performance, pois o contexto em que acontece não é suficiente para lhe dar esta designação, é, como a própria palavra diz, o retirar-se para um lugar menos preenchido de actividades, sejam elas o falar, o interagir, o dirigir-se ao exterior. É um voltar a si mesmo, a começar na atenção que se distrai para novamente voltar a si mesma. É uma investigação em torno ao ser.

    Ao sétimo dia, pelas 18h30, António Poppe assinalará o final desta semana de silêncio com uma récita.

    Ambas as actividades têm entrada livre mediante apresentação ou aquisição do bilhete da exposição.

     

    Week of silence at the exhibition Mil Órbitas
    Visitable from March 13 th to 17 th from 6 to 10 p.m.
    Récita — Sunday, March 17 th at 6:30 p.m.

     

    António Poppe will be on silent retreat at Galeria Zé dos Bois between March 11 and March 17, period during which it will be possible for the audience to observe the artist’s meditation practices during exhibition hours (6pm yo 10pm) and, if they wish so, to join him in silence. In his own words:

    This retreat, named silêncio – colosso – silêncio, consists in my staying in silence and meditating for seven days straight at Galeria Zé dos Bois. It isn’t a performance, for the context in which it takes place is not sufficient to give it this designation; it is, as the own word says, one’s retreating to a place that is less filled with activities, them being to speak, to interact or to direct oneself to the outside. It is a return to the self, starting with the attention that gets distracted to again return to itself. It is an investigation around the Being.

    On the seventh day of the retreat, Sunday, March 17, at 6:30 p.m., António Poppe will signal the end of this silent week with a recital.

    The entrance is free for both activities upon presentation or acquisition of the exhibition ticket.