• Apresentações
  • De 28 de Fevereiro a 4 de Março - Quarta a Domingo às 21.30

    Sacro

    Efabulações em torno de mapas intensivos

    .

    Sara Anjo


    Foto – Laís Pereira

    .

    Depois de ‘Em forma de Árvore’ (2016), a ZDB volta a co-produzir e apresentar a estreia da nova peça de Sara Anjo. 

    .

    Sacro é uma peça que parte do encontro de cinco artistas num processo de efabulação em torno do mecanismo de caminhada. Com base em processos simbióticos de transformação e mutação, apresentam-se cinco danças que propõem mapear o papel do sacro nesse movimento. Este osso localizado no centro do corpo e com uma forma triangular invertida, funde cinco vértebras chamadas sagradas e une o cóccix, o vestígio de uma cauda animal, ao cérebro, um mapa intensivo.

    .

    Coreografia Sara Anjo

    Criação e interpretação Flora Detraz, Madalena Palmeirim e Sara Anjo

    Sonoplastia Artur Pispalhas e Madalena Palmeirim

    Música ao vivo Madalena Palmeirim

    Desenho de Luz Artur Pispalhas

    Cenário Daniel Melim

    Figurinos Sara Anjo

    Apoio dança e filosofia Ana Mira

    Gestão e Consultoria ORGIA

    Apoio à residência Devir-Capa, Espaço do Tempo, Fórum Dança, Largo das Residências

    Apoio à criação Câmara Municipal de Lisboa, Instituto Camões, Grupo Dançando com a Diferença, Raiz di Polon

    Co-produção Negócio-ZDB

    Projecto financiado por República Portuguesa-Cultura/Direção-Geral das Artes

    Classificação etária: Maiores de 12 anos

    Duração: aproximadamente 1h

     

    Sara Anjo (Funchal, 1982), trabalha na área da dança sobretudo como bailarina e coreógrafa, explorando práticas meditativas e extáticas, sendo a caminhada uma das principais. Questiona-se permanentemente acerca: do que nos move? Como nos movemos? e para onde nos movemos? Desenvolve ainda o seu trabalho através mapas e partituras que registam as múltiplas direcções e afectividades do corpo. Fez formação em dança pela Academia de Dança Contemporânea, Estudos Artísticos pela Faculdade de Letras e Arte Contemporânea na Universidade Católica de Lisboa. Concluiu em 2016 mestrado em coreografia pela DasGraduate School em Amesterdão. Anna Halprin, com quem estudou pontualmente em 2010 é uma das suas maiores referências artísticas.
    Desenvolveu o seu trabalho entre Lisboa, Berlim e Amesterdão. Desenvolveu Ninguém Sabia Contar Aquela História, um espectáculo sobre o feminino (BoxNova CCB 2011). Paisagens Líquidas, uma dança que viaja pelo Lavadouro Público de Carnide  (Teatro do Silêncio 2012). Em Forma de Árvore, um solo de dança extática (Negócio-ZDB 2016).  Participou no projecto Caminhada pela Fronteira Teatro do Silêncio (Teatro do Silêncio 2017). No último ano preparou esta nova peça no contexto do projecto Mapas Intensivos, com o qual ganhou a 1ª edição de Residências Artísticas em Cabo Verde, apoiada pela Câmara Municipal de Lisboa e o Instituto Camões.

     

    Residência de 8 a 27 de Fevereiro de 2018

    Apresentações de 28 de Fevereiro a 4 de Março

    Entrada: 7,5€

    Entrada estudante em grupo: 5€

    reservas@zedosbois.org | Tel: 00351 21 343 02 05

     

    NEGÓCIO _ Rua de O Século, nº 9 porta 5 | A bilheteira do NEGÓCIO abre às 21h | www.zedosbois.org

    .

    Os sócios da ZDB usufruem, anualmente, de duas entradas livres à sua escolha no NEGÓCIO. As actividades da ZDB, salvo as do Serviço Educativo, são Indicada para maiores de 16 anos. A ZDB é Financiada pela Secretaria de Estado da Cultura – Direcção- Geral das Artes. A ZDB tem o apoio da C.M.L e do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social.