• Fora de Portas
  • 25 de Fevereiro de 2008

    Michael Gira | Fabrizio Palumbo

    Young god sessions

    Cinema Nimas

    Recluso, eremita e génio são alguns dos epítetos frequentemente associados a Michael Gira incontornável figura do undergound nova-iorquino, um dos mais importantes e criativos músicos das últimas três décadas.

    Depois de uma fugaz passagem pelos Little Cripples, Gira mudou-se para Nova Iorque e , influenciado pelo niilismo da No Wave, forma os Swans. Ladeado por Jonathan Kane na bateria e Sue Hanel na guitarra, cedo se demarcaram das demais bandas nova-iorquinas, sob a forma de uma massa de som vagarosamente violenta, brutal e punitiva – conferir “Filth” e “Cop”. Com a entrada de Jarboe nas vozes e teclados, o som dos Swans expandiu-se estilisticamente e são incorporados os primeiros elementos acústicos. Com intuito de facilitar logisticamente a edição dos seus próprios trabalhos, Gira funda, no início da década de 1990, a Young God Records. Uma apurada sensibilidade para a descoberta de novos valores permite a Gira editar os primeiros discos de Devendra Banhart, Akron/Family e Mi And L’au, entre muito outros. Depois de terminar com os Swans e após uma efémera experiência com loops enquanto Body Lovers/Body Haters, Michael Gira forma os Angels of Light – formação de geometria variável, da qual fazem parte, entre outros, Devendra Banhart, Akron/Family e Larkin Grimm – e concentra-se na sua carreira a solo, maioritariamente acústica.

    No concerto do próximo dia 25, a acontecer no Cinema Nimas, Michael Gira ser acompanhado por Fabrizio Palumbo, membro de Larsen – músico que ter ainda a responsabilidade de abrir o espectáculo. Os seus raros concertos são sempre envoltos em secretismo, pelo qual esta oportunidade se afigura como mítica.

    .

    Entrada: 12 em venda antecipada; 15 no dia do concerto