• CONCERTOS
  • Sexta, 25 de Maio às 22h

    LABAREDA #6 c/ Clothilde, Varela, Ondness e Sonja

     

    Sonja é um daqueles nomes que já nos habitámos a encontrar nas melhores casas de Lisboa, por detrás dos decks. DJ e agitadora cultural, a vontade de se envolver com a música a partir de outro prisma, levou-a a fundar a Labareda. A natureza mestiça, e até algo alienígena, que tem vindo a delinear muitos seus lançamentos, reflecte um ouvido apurado e dado a uma saudável experimentação. Xina Electrónica tratou-se da estreia arrojada que reflecte apropriadamente o cenário da electrónica produzida num dos epicentros do eixo asiático. Mas o impacto maior deu-se com a compilação homónima, divida em dois volumes, e somente com participantes femininas. As dezoito propostas desta série trouxeram novas visões de um espectro sonoro que paira sobre a fantasia das gravações de campo, a poeira cósmica do techno ou a as paisagens minimalistas de registos drone.

     

    Clothilde (live) – Lançamento da tape TWITCHER

    Clothilde é o pseudónimo de Sofia Mestre, numa incursão sempre aberta por padrões rítmicos pulsantes e melodias esculpidas com tacto. Partilhando do mesmo lustro estelar de Éliane Radigue ou Delia Derbyshire, ela tem vindo a criar uma autêntica instalação de som em progresso. Após em 2017 ter aberto, aqui mesmo na ZDB, para o norte-americano Greg Fox, este regresso certamente trará mais coordenadas para melhor entender o seu universo.

    Ondness (live)

    Entre a realidade e a ilusão, Ondness opera sob retalhos de sons e sombras de luz evocativas quer do dub, como da música de dança. Cabe aqui uma noção de atmosfera pós-cibernética, onde a força de sugestão de cada detalhe parece descortinar uma infinitude de paisagens. Ainda que o seu léxico se apresente amplamente fragmentário, a movimentação ongoing do que compõem trata de aglutinar as peças em algo maior. Tendo já uma mão cheio de registos em formato de cassete, para editoras chave como Where to Now?, Bruno Silva tem feito de Ondness um dos casos mais activos e sedutores da nossa música. Plena de imaginação, liberdade e fogo lento, a sua música não cessa de mostrar que ainda há muito voodoo para soltar daqui.

    Para além dos concertos, também se reserva espaço para a selecção de discos. Varela e Sonja são duas presenças omnipresentes na noite lisboeta e igualmente figuras frequentes nas emissões da Rádio Quântica. Deles espera-se o hedonismo genuíno daquilo que a palavra celebração, em todos os sentidos, deve significar.  Luxuoso. NA

    + info: Facebook | Bandcamp | Soundcloud

     

    Entradas: 5€ |Bilhetes disponíveis na Flur DiscosTabacaria Martins e ZDB (segunda a sábado 22h-02h) | reservas@zedosbois.org