• CONCERTOS
  • 23 de Julho 2014

    Fumaça Preta

    .

    .
    Papel de parede de motivos tropicais, luz strobe e bongos, muitos bongos, amontados na sala. Imaginando uma cave de ensaios dos Fumaça Preta, esta seria a realidade possível. Como qualquer experiência psicadélica que se preze, a delimitação espacial das quatro faces de betão não corta combustível à infindável trip. Formados por Alex Figueira e Joel Stones (dono da famosa loja de discos Tropicalia in Furs, em Nova Iorque), os elos brasileiros juntaram-se a outros dois britânicos com um passado associado ao funk enquanto The Grits, parindo assim, em pleno 2014, um dos mais expressivos tratados sobre o fuzz rock da década de 70.

    Num mar agitado de referências bastardas que passam por Lula Cortês, Os Baobás, Marconi Notaro ou Os Mutantes, deixa-se antever o claro teor ácido do quarteto que nem por isso descura na vibração e no ritmo (a reinterpretação do clássico ‘The Witch’, dos The Sonics, comprova-o) tão essenciais à proclamação do estado de voodoo. Quando tocam, tudo funciona: o teclado Hammond na criação das alucinações em grupo, o baixo a contornar o percurso, as guitarras a adensar a trama e a voz delirante de Stones. Um desvaire que facilmente faria boa figura no catálogo de uma Finders Keepers de Andy Votel.

    Com apenas duas edições de prensagem limitada, e em formato de 45 polegadas, “Vou-me Libertar” e “A Bruxa” aduzem o groove corrosivo que escorre debaixo do couro dos Fumaça Preta. Em finais de Agosto, surgirá o álbum propriamente dito; disco homónimo com as honras da casa Soundway Records, autora de compilações clássicas como “Ghana Soundz” ou “Nigeria Special” e que recentemente levou a música de Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou ou Bomba Estéreo a um público mais vasto.Um robusto berro de tumulto cujo tédio é o único alvo a abater. Eles darão o mote, nós segui-lo-emos. NA

    .

    Formação:
    Stuart Carter: Guitarra e teclas
    James Porch: Baixo e sintetizadores
    Kika Carvalho: Voz, teclas, percussão
    Gerardo Rosales: Percussão
    Alex Figueira: Bateria e voz
    .

    + info: Site | Facebook | Soundcloud | Soundway Records | Vídeo

    .

    .

    .