• CONCERTOS
  • 27 de Outubro 2017

    David Maranha c/ Margarida Garcia, Manuel Mota e Miguel Abras

    1

    © Pedro Roque

    Com nome sacado a uma bebida insondável que se encontra na praia da Cova do Vapor, Cai-Bem é uma nova maquinação engendrada por David Maranha na sua busca contínua por novas formas e visões. Em apresentação do álbum recentemente lançado pela belga Tanuki, Maranha faz-se rodear por Manuel Mota, Margarida Garcia e Miguel Abras numa abordagem que procura chegar a um novo ponto de partida, uma certa pureza por via de uma sugestão que põe os músicos a tocar instrumentos que não os seus habituais, na linha da brilhantePortsmouth Sinfonia de Gavin Bryars.

    Com Maranha a assumir a bateria e a percussão, Mota no baixo, Garcia no orgão e Abras na voz e num Fostex de quatro pistas, ‘Cai-Bem’ revela uma relação debutante com a instrumentação que, sem recuar a uma certa ideia de primitivismo, os coloca numa situação de descoberta íntima e imersiva. Desse processo de exploração inerente e partilhado surge uma música de êxtase em suspensão, num longo movimento telúrico que se traduz num enredo de dinâmicas eminentemente texturais. Na senda dos rituais de Angus MacLise, do acontecimento em ‘July 15, 1972’ dos Taj-Mahal Travelers e divagações alucinatórias já neste século através de gente como Burning Star Core ou Axolotl. BS

    .
    + info: bandcamp | site | video

    .
    Formação: David Maranha bateria | Margarida Garcia órgão eléctrico Manuel Mota baixo | Miguel Abras voz, multitrack k7 tape recorder, guitarra eléctrica
    .
    Entradas: 6€ | Bilhetes disponíveis na Flur DiscosTabacaria Martins e ZDB (segunda a sábado 22h-02h) | reservas@zedosbois.org