• CONCERTOS
  • 16 de Dezembro 2016

    Afro-Baile c/ Katuta Branca (Funaná, Cabo Verde) | CelesteMariposa (DJ)

    122

    O AfroBaile é a celebração cultural dos PALOP, a parte mais visível de CelesteMariposa, pretendendo juntar todo o seu património musical e colocá-lo no centro de todas as atenções, como merece!
    É o resultado de uma pesquisa intensa, desde 2009, que permitiu não só acumular material de estudo (discos, cassetes, CDs, livros e amigos) como também conhecimento mais profundo da história e estrutura das centenas de estilos musicais dos PALOP, dos seus bailes, ginga, costumes, dialectos e preocupações!

    Esta noite marca o início de uma residência CelesteMariposta na ZDB. Periodicamente iremos acolher os melhores AfroBailes e para esta primeira demanda, haverá concerto de Katuta Branca, nome histórico do Funaná, e a fechar a noite um DJset, cortesia do curador.

    .

    Katuta Branca
    Katuta Branca é uma das figuras de proa da história do Funaná sendo conhecido e reconhecido por todos os Cabo-Verdianos.  Natural da ilha de Santiago e a viver na Damaia desde 1994 tem mantido um trajecto sólido em festivais Internacionais ao longo de toda a carreira.Os concertos de Katuta são uma explosão que de tão grande ser é difícil descrever. É a cultura do Funaná em estado puro. Estilo musical contagiante traduz sentimentos de liberdade e euforia que nos tempos coloniais apenas se podiam sentir ao fim do dia, e fugindo aos ouvidos da Polícia. O Funaná nasceu e permaneceu como desafio à autoridade, à submissão. Katuta, um libertário natural, é a imagem de um conceito impossivel: liberdade absoluta.A sua estreia nos AfroBaile aconteceu em Março, tendo sido algo inédito na cultura nocturna local. Depois do concerto e até às 3h da manhã, o anfitrião CelesteMariposa abanará a casa com som dos PALOP em singular mas com muita aceleração. No próximo ano haverá novo disco de Katuta com direcção artística de CelesteMariposa na editora belga Rebel Up.Promete, nha genti!
     .
    + info:  vídeo | vídeo | vídeo

     


    CelesteMariposa
    Os CelesteMariposa nasceram para exaltar uma riqueza escondida e muitas vezes ignorada por muitos, a da música dos países de língua e expressão portuguesa em África com o intuito de preservar o passado e dar o devido lugar no nosso presente sempre com os dois pés no futuro. É edito uma editora e promotora de acção cultural que pretende dar visibilidade aos PALOP.

    O projecto CelesteMariposa tem como missão reunir e divulgar a música que defende, música essa que deve ser reconhecida e apreciada como parte da nossa riqueza cultural, editar compilações que preservem para a posteridade um passado a (re)descobrir. Tornou-se editora porque não havia outro caminho, impôs-se como repto, independentemente de todas as contrariedades e burocracias apresentadas, “Isto tem que ser gravado e já!” tendo como primeira obra o artista Angolano Chalo Correia e o tão aclamado album de originais Kudihohola pela pequena mas energética CelesteMariposa Discos, sendo que 2017 será a vez de Julinho da Concertina, artista Caboverdiano, com direcção artistica de CelesteMariposa.

    O desvendar da história que passou aliado à gravação do presente, tem tanto de desejo melómano como de movimentação activista. Luta contra a hegemonia anglo-saxónica e centro-europeia em favor de uma verdadeira e democrática diversidade musical. Afirmação da música e cultura da África de expressão portuguesa como riqueza imprescindível, reconhecida e acarinhada não só pelas comunidades africanas e seus descendentes portugueses mas por todos.

    Neste contexto Portugal está pela primeira vez no centro do mundo!

    Puxa!

    .

    + info: vídeo | vídeo | vídeo | vídeo | soundcloud

    .

     

    .

    Entradas: 6€ | Bilhetes disponíveis na Tabacaria Martins, Flur Discos e ZDB (noites de concerto) | reservas@zedosbois.org