• CONCERTOS
  • 22 de Outubro 2013

    19º Aniversário ZDB : Body/Head (Kim Gordon & Bill Nace) | Pharmakon | Scout Niblett

    Lamentamos informar que por motivo de saúde, o concerto de PHARMAKON será cancelado. Esperamos poder recebê-la em breve.

    We deeply regret to inform you that due to emergency health issues, Pharmakon has had to cancel the following European shows in October- Krakow (Unounds Fest), Porto, Lisbon, Brussels, Paris, Graz (Elevate Festival). We are working to reschedule shows in these cities as soon as possible. Please send good wishes to her for a speedy recovery. Thank you’
    Comunicado da editora Sacred Bones

    Quase a atingir as duas décadas de existência, a ZDB chega em 2013 ao seu décimo nono aniversário. Por isso, para uma noite especial apresentamos uma programação luxuosa da ZDBMüzique.

    .

    Body/Head (Kim Gordon & Bill Nace)

    Ícone maior na esfera do rock mais desalinhado, Kim Gordon, para sempre baixista e vocalista dos Sonic Youth, é igualmente conhecida pelas inúmeras colaborações que tem registado. Free Kitten, Harry Crews ou Mirror/Dash têm sido algumas das denominações paralelas com músicos exteriores à sua banda oficial. Uma lógica de colaborações desde cedo alimentada e que há cerca de dois anos gerou os Body/Head. Ao lado do guitarrista Bill Nace, nome crescente na cena musical exploratória, – com currículo junto de Joe McPhee, Thurston Moore, Chris Corsano ou Bill Orcutt – cria um  fervilhante viveiro punk a céu aberto.

    Apresentam-se a um público mais vasto, através do álbum ‘Coming Apart’, editado há apenas semanas pela histórica Matador. Resultado de um rendez-vous titânico essencialmente sustentado por canções fragmentadas e atmosferas espaciais. Unidas pela força motriz da electricidade, as prestações de Gordon e Nace guiam-se por uma génese peculiar, quase recorrente à filosofia oriental de complemento universal. Sobre isto explicavam numa recente entrevista, em tom informal, que este projecto poderá ser entendido de um ponto de vista físico e intelectual; ‘Body’ na perspectiva de uma livre expressão dos sons e ‘Head’ no que respeita às ideias de cada um dos seus intervenientes. Interpretações à parte, ‘Coming Apart’ é definitivamente um disco de possibilidades, de buscas e de descobertas. Não será, pois, de estranhar que a improvisação se assuma aqui enquanto factor basilar. Tal liberdade criativa não seria exequível de outra forma e cada peça do disco expõe a maravilha que é construir algo no momento, deixando-a interagir e desenvolver com factores externos (ou nem tanto) como o silêncio.

    Como se imaginará, nada disto faz mais sentido senão mesmo em pleno palco, frente a frente com a audiência e oferecendo uma partilha irrepetível.

    .


    Pharmakon

    Aos vinte e dois anos, a nova-iorquina Margaret Chardiet é já um valor seguro na produção de power electronics. Tem vindo a compôr desde 2008 enquanto Pharmakon e o mais recente álbum ‘Abandon’ tratou de a colocar num lugar cimeiro no que diz respeito a revelações imperdíveis nos últimos meses. Fiel seguidora da escola punk e do pensamento DIY, esteve envolvida na fundação do colectivo artístico Red Light District, ainda antes de se dedicar inteiramente à música.

    Entre o caos e o ritualismo, ecoam no seu trabalho a urgência do ruído como expressão e a frieza dos ritmos maquinais um dia revelada pelos Throbbing Gristle, Einsturzende Neubauten ou Whitehouse. Venenosa e contagiante, até em doses proporcionais, o grande ganho na obra de Chardiet passa por saber transmitir essa estranha sensação de perigo iminente em cada peça. Um submundo radioactivo, frequentemente pontuado por uma panóplia de sons indecifráveis e vocalizações macabras. Daí erguem-se construções sonoras em crescendo ou simplesmente estáticas, todavia detentoras de uma intensidade estonteante, a meio caminho da catarse. E é assim que o desconforto se torna sedutor, o medo cede passagem à ousadia e a cinza fumegante se transforma novamente em fogo vivo. São propriedades mágicas de Pharmakon que nos levam, de mão dada e passo a passo, a toda a imagética mais obscura da mente humana habitada por conceitos paranormais e existências bizarras que cada um nós será capaz de apontar e reconhecer.

    .

    Scout Niblett

    Convidada de honra nesta noite de celebração, Scout Niblett dispensará apresentações para muitos. Pelo Aquário contam-se já três passagens memoráveis. A frequência com que tem actuado no espaço abriu portas a uma natural relação de amizade que se desenvolveu desde então. Durante o mês de outubro, a ZDB torna-se a sua residência temporária. Um período de exploração e criação artísticas em que a cantora e guitarrista norte-americana se debruçará sobre um género para nós tão próximo e para si tão exótico: o Fado.

    .

    B0dy/Head
    + info: Site | Vídeo | Vídeo | Entrevista

    .

    Pharmakon
    + info: Sacred BonesEntrevista
    Scout Niblett
    + info: SiteDrag City